Cuidados com meu cabelo curto!


Oi gente! Hoje vim apresentar pra vocês o meu cabelinho curto e como cuido dele. Eu AMO cabelo curto! Sério! Acho chic, elegante, moderno. É, para mim, a marca da mulher moderna, arrojada, que estuda, trabalha, é independente  e ainda assim pode ser extremamente feminina.
Eu já tive cabelo grande em vários momentos da minha vida, mas eu sempre acabo cortando e me rendendo ao curto! Amo!




Bem, hoje eu optei por ter o cabelo assim, num corte despontado, moderno e com luzes. Pretendo fazer mais e deixa-lo bem clarinho. O cabelo curto, não posso negar, pro meu dia-a-dia é bem mais prático! Só dou uma ajeitada de manhã e pronto! Era disso que eu precisava! Fico muito brava de ter que perder tempo fazendo escova em cabelão....banho de creme naquele cabelo enoooorme...sem falar que eu mesma aplico minha selagem, e com cabelão...nossa! Demorava horas! Confesso que a praticidade é uma das características que mais me atrai no curto!  Mas como todo cabelo requer cuidado, só não demora tanto e não dá tanto trabalho.
Para hidratá-lo uso uma máscara semanal de hidratação com um creme da NOVEX que é à base de óleo de Argan. 

Uso um shampoo e creme desamarelador por conta das luzes, e acho essa linha da AlfaParf maravilhosa:

Além disso uso um live in que também é termo protetor , da  Ouribel, hidrata bem e é muito bom.



Além desses quando quero dar uma caprichada no visual, fazer um penteado ou quando simplesmente quero que o cabelo “dure” um pouco mais no jeito que quero, eu uso o Mousse modelador e o Spray fixador ambos da Charmming ambos de forte fixação.













Uso também quase diariamente uma cera finalizadora da Vita Capili que é muito cheirosinha e eficiente!


Bem, essas são algumas dicas de produtos para que quiser cuidar bem do cabelo com luzes, mesmo que seja grande! Não é um publi, é só uma dica mesmo!

Espero que tenham aproveitado! Beijão e até a próxima

Campanhas esquisitas.

Publicitários são estranhos....inteligentes, arrojados, espertíssimos, mas estranhos. Será que eles acertam todas? Claro que não, são seres humanos, mas alguns "erros" cara....deviam ser revistos....

Só opinião.

Beijão.

MV10 #7 ORGANIZADORES MOLD PLAST



Oi gente! Tudo bem por aí? 
Hoje a novidade por aqui é do MINHA VIDA ORGANIZADA,  que agora conta com essa parceria bacana da Mold Plast - Soluções inteligentes.



Nesse post eu venho falar um pouco  da Mold Plast. É uma empresa Situada em Limeira que produz Organizadores de todos os tipos! Neste vídeo eu apresento:

  • Divisor de talher: mais de 90 modelos em branco ou cinza metálico.
  • Porta jóia aveludado: mais de 50 modelos em preto, azul marinho, bordô, marrom e branco.
  • Porta maquiagem: também em vários modelos, aveludado, preto, azul marinho, bordô, marrom branco, ou sem veludo na cor cinza metálico.
  • Organizador de Óculos: Preto aveludado.
Espero que tenham gostado dessa novidade, para quem ama organizar como eu foi demais! Seguem algumas fotos de alguns que já usei, um dos Organizadores de Maquiagem vou sortear na semana que segue!  
Beijão e até o próximo post!











MOLD PLAST - Soluções inteligentes
Av. Sargento Pessoto, 750 - Vila Camargo Limeira SP
(19)3451-7798/3701-2777 FAX: (19)3701- 2779

7 Coisas!

Oi gente!
Fui tagueada pela Paloma Fernandes nessa Tag que eu achei o máximo!A ideia é você completar (respondendo cada pergunta) com as 7 coisas pedidas/indicadas. Achei a ideia incrível...e claro, vou passar a diante!
Vou deixar aqui as perguntinhas para quem mais quiser gravar o vídeo ou responder no Blog mesmo, e  espero que gostem!


PERGUNTINHAS

1. 7 coisas para fazer antes de morrer;
2. 7 coisas que eu mais falo;
3. 7 coisas que eu faço bem;
4. 7 coisas que eu não faço bem;
5. 7 coisas que me encantam;
6. 7 coisas que eu não gosto;
7. 7 indicações.

Como a Paloma já respondeu, e a Julia Palma também, vou diversificar as Youtubers, mas fiquem todas à vontade para responder!
Beijão e até a próxima!

INDICAÇÕES:

1. Thiara - Coisas de Liah
2. Jéssica - Mamãe de Dois
3. Camila Ferry
4. Greice Brigido - Testando .com
5. Paty Gocalita - Susurros Gocalita
6. Taís Pereira
7. Toque materno

Perguntinhas II

Oi gente! Tudo bem?
Essa última semana...aff! Foi intensa...mil coisas pra fazer e, como o Blog ainda não é minha fonte de renda (espero um dia só trabalhar com isso), não posso deixar de trabalhar , e aí o Blog é sempre a primeira coisa que eu deixo na lista de espera.
Mas, para que não haja um afastamento entre eu e vocês, meu público leitor, hoje deixo aqui meu vídeo de perguntas, são aleatórias, mas gostei muito de respondê-las, desde já agradeço a todos que enviaram perguntas, por e-mail, aqui no Blog, na Fan Page, no grupo do Face...enfim...Obrigada!
Espero que gostem ...beijão!


Não era gravidez...era Labirintite!

Oi pessoal! Tudo bem?
Bem, o post de hoje, é sobre uma horrorosa situação, que descobri fazer parte de minha vida! A Labirintite!
Há algum tempo eu já vinha tendo crises de tontura, sentia-me mal,  tudo rodava de repente. Por um momento pensei que estava grávida, a menstruação atrasou, eu me sentia mal....comprei um teste e ...Negativo! Logo descartei a possibilidade...mas no Domingo, dia 29/03/15 eu passei muuuito mal na ida à casa da Paloma, pro aniversário dos meninos, vomitei...tive tontura ...um saco!Daí pensei que poderia ser mesmo a gravidez. 
Resolvi fazer um exame de sangue com tudo o que tem direito, e o resultado foi negativo para gravidez, e qualquer doença. Tudo nor-mal. Então passando por um especialista, descobri a causa de tanto mal estar: Labirintite! 
Não sei dizer ao certo o quão surpresa e chateada fiquei...afinal, ninguém quer descobrir que tem algo assim! O tratamento é longo, e nem sempre resolve de primeira, mas enfim...vamos cuidar né!
Para você que não sabe do que se trata, que já ouviu falar mas não entende bem o que é, vou deixar aqui um texto bem interessante sobre o assunto, que traz muitas informações. Espero que ajude!

" Labirintite é um termo impróprio, mas comumente usado, para designar uma afecção que pode comprometer tanto o equilíbrio quanto a audição, porque afeta o labirinto, estrutura do ouvido interno constituída pela cóclea (responsável pela audição) e pelo vestíbulo (responsável pelo equilíbrio).
Processos inflamatórios, infecciosos e tumorais, doenças neurológicas, compressões mecânicas e alterações genéticas podem provocar crises de labirintopatias e vestibulopatias, entre elas a labirintite.
A labirintite se manifesta, em geral, depois dos 40, 50 anos, decorrente de alterações metabólicas e vestibulares. Níveis aumentados de colesterol, triglicérides e ácido úrico podem acarretar alterações dentro das artérias, que reduzem a quantidade de sangue circulando nas áreas do cérebro e do labirinto.
São considerados fatores de risco para a labirintite: hipoglicemia, diabetes, hipertensão, otites, uso de álcool, fumo, café e de certos medicamentos, entre eles, alguns antibióticos, anti-inflamatórios, estresse e ansiedade.
Sintomas
Tonturas e vertigens associadas ou não a náuseas, vômitos, sudorese, alterações gastrintestinais, perda de audição, desequilíbrio, zumbidos, audição diminuída são os sintomas característicos da labirintite.
Na vertigem rotatória clássica, a sensação é que o ambiente gira ao redor do corpo, ou que este roda em relação ao ambiente. Na tontura, a sensação é de desequilíbrio, instabilidade, de pisar no vazio, de queda.
A fase aguda da doença pode durar de minutos ou horas a dias conforme a intensidade da crise.
Diagnóstico
Avaliação clínica e o exame otoneurológico completo são muito importantes para estabelecer o diagnóstico da labirintite, especialmente o diagnóstico diferencial, haja vista que as seguintes enfermidades podem provocar sintomas bastante parecidos: hipoglicemia, diabetes, hipertensão, reumatismo, doença de Mèniére, esclerose múltipla, tumores no nervo auditivo, no cerebelo e em áreas do tronco cerebral, drogas ototóxicas, doenças imunológicas e a cinetose, também chamada de doença do movimento que não tem ligação com as doenças vestibulares ou do labirinto.
A tomografia computadorizada e a ressonância magnética, assim como os testes labirínticos, podem ser úteis para fins diagnósticos.
Tratamento
São vários os tipos de medicamentos que podem ser indicados no tratamento da labirintite:
* Vasodilatadores: facilitam a circulação sanguínea e melhoram o calibre dos vasos muitas vezes reduzido pelas placas de ateromas;
* Labirinto-supressores: suprimem a tontura pela ação no sistema nervoso;
* Anticonvulsivantes e antidepressivos (inibidores seletivos de recaptação da serotonina);
* Drogas que atuam sobre outros sintomas, suprimindo a náusea, o vômito, o mal-estar.
Uma vez estabelecida a causa e estabelecido o tratamento adequado, a tendência é a doença desaparecer.
Recomendações
Mudanças no estilo de vida são fundamentais para prevenir as crises de labirintite. Eis algumas sugestões:
* Evite ingerir álcool. Se beber, faça-o com muita moderação;
* Não fume;
* Controle os níveis de colesterol, triglicérides e a glicemia;
* Opte por uma dieta saudável que ajude a manter o peso adequado e equilibrado;
* Não deixe grandes intervalos entre uma refeição e outra;
* Pratique atividade física;
* Ingira bastante líquido;
* Recuse as bebidas gaseificadas que contêm quinino;
* Procure administrar, da melhor forma possível, as crises de ansiedade e o estresse;
* Importante: não dirija durante as crises ou sob o efeito de remédios para tratamento da labirintite."
Fonte<http://drauziovarella.com.br/letras/l/labirintite/>